Dia das crianças – Cuidados com a saúde dos pequenos!

Em comemoração ao dia das crianças, preparamos um post especial sobre os cuidados com a saúde dos pequenos! <3

As experiências dos primeiros anos de vida são fundamentais para a formação de nossos futuros adultos. Por isso, é muito importante que crianças se desenvolvam em ambientes saudáveis: cercada de muito amor, respeito e liberdade para brincar e descobrir o mundo todos os dias. 

Mas é claro que, com toda essa liberdade, a responsabilidade de criar nossos pequeninos é muito grande. Medos e inseguranças sobre cuidados da saúde são extremamente naturais. Para começar, precisamos lembrar que é muito importante estimular desde cedo o desenvolvimento da criança e vigiar os primeiros anos de vida, que é a etapa onde o tecido nervoso mais cresce e amadurece. 

Listamos alguns cuidados importantes e imprescindíveis que é preciso ter com a saúde da criança. Vamos lá?

Pré-Natal e Parto

Os cuidados com a saúde do bebê começam assim que a gestação é confirmada. A partir disso, a mãe passa a ter acesso ao pré-natal, que são consultas cheia de informações e orientações necessárias para o bom desenvolvimento e acompanhamento da gravidez. As consultas devem começar, idealmente, nos três primeiros meses da gestação! É importante lembrar também das vacinas que precisam ser tomadas pelas gestantes durante a gestação. São elas:

  • Vacina contra a gripe: a vacinação é aplicada gratuitamente às mães nos postos de saúde e deve ser tomada antes ou durante o inverno, período de maior risco. Ela deve ser aplicada mesmo que a mulher já tenha sido vacinada na gravidez anterior e pode ser tomada em qualquer período da gestação. 
  • Tríplice Bacteriana Adulta (DTPa): essa vacina protege contra Coqueluche, Tétano e Difteria. É importante lembrar que a Coqueluche é a quinta maior causa de morte em crianças, sendo especialmente graves em bebês de até seis meses. Essa vacina deve ser tomada pela mãe entre as semanas 27 e 36 da gestação. 
  • Hepatite B: Essa vacina também é importante pois, no caso de transmissão perinatal, quase 25% das crianças contaminadas podem desenvolver infecção hepática crônica. A vacinação contra a Hepatite B está no calendário oficial infantil, e quem toma as três doses, em geral, já tem proteção por toda a vida. 

Sobre o momento do parto, é importante ter um contato pele-a-pele imediato após o nascimento do bebê, pois é algo que ajuda na adaptação do recém-nascido à vida fora do útero. Além disso, o início da amamentação deve ser feito o mais cedo possível, pois fortalece a proteção à saúde da criança. 

Cuidados depois do nascimento 

Todo bebê precisa realizar quatro exames que são extremamente importantes para a sua saúde, os chamados exames de triagem neonatal. São eles: 

  • Teste do Pezinho: é a principal forma de diagnosticar seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, doença falciforme, fibrose cística, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita.
  • Teste do Olhinho: é um exame simples, rápido, fácil e indolor. Pode identificar qualquer alteração como catarata, glaucoma e outros problemas que, se descobertos cedo, são tratáveis, o que permite o desenvolvimento normal da visão.
  • Teste da Orelhinha: esse exame é feito geralmente no terceiro dia de vida do bebê e identifica problemas auditivos. O teste é realizado enquanto o bebê dorme, em sono natural e é indolor. 
  • Teste do Coraçãozinho: esse teste é feito entre 24h e 48h após o nascimento, e é simples e indolor. É importante lembrar que problemas no coração são a terceira maior causa de morte em recém-nascidos. Por isso, é extremamente importante realizar o teste, pois, quanto mais cedo um problema for identificado, maiores são as chances de tratamento.

Aleitamento

O aleitamento materno é uma das coisas mais importantes para o desenvolvimento da saúde do bebê. O leite materno é um alimento completo, suficiente para o bebê até os 6 meses de vida. É rico em anticorpos, o que protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Além disso, diminui o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. 

Alimentação para crianças de 2 a 10 anos

É importante manter uma alimentação balanceada e saudável, oferecendo alimentos variados. É importante ensinar a comer devagar, com tempo para mastigar bem os alimentos, e dar preferência aos alimentos integrais e na forma mais natural. Também é preciso oferecer legumes e verduras nas duas principais refeições do dia, bem como duas frutas nas sobremesas e lanches. 

O arroz e o feijão são os astros e devem estar presente todos os dias ou, no mínimo, cinco vezes por semana. É importante não misturar bebidas com comida, mas você pode oferecer meio copo de suco de fruta natural após as refeições. 

Queijo e derivados são importantes e podem estar presente três vezes ao dia. Evite alimentos gordurosos e refrigerantes ou sucos industrializados. Além disso, estimule a criança a beber no mínimo quatro copos de água durante o dia para manter a hidratação do corpo. Além da alimentação, atividades físicas são extremamente importantes para manter o peso ideal da idade e uma vida saudável. 

Vacinação

Toda criança tem direito de receber gratuitamente a Caderneta de Saúde da Criança, que deve ser devidamente preenchida. É um documento muito importante para acompanhar a saúde, o crescimento e o desenvolvimento da criança, do nascimento até os 9 anos de idade. Além disso, é importante ter atenção ao calendário de vacinação infantil para não esquecer as datas para tomar cada uma das doses dos diferentes tipos de vacina. São elas: 

  • BCG-ID
  • Febre Amarela
  • Hepatite A
  • HPV
  • Hepatite B
  • Hemófilos tipo B
  • Influenza
  • Meningocócica C conjugada
  • Pneumocócica conjugada
  • Poliomielite
  • Rotavírus
  • Tríplice Bacteriana
  • Tríplice Viral
  • Varicela

Acompanhamento 

É importante realizar o acompanhamento do desenvolvimento e crescimento da criança com a ajuda de um profissional. 

Para consultas com Pediatra, você pode sempre contar com a Docway! <3 


Deixe uma resposta