O que preciso saber sobre a Febre Amarela?

imagem de uma mão com luva segurando uma seringa com remédio para febre amarela

2017 mal começou e o Brasil já enfrenta surto da doença

O mosquito Aedes Aegypti tem sido um grande problema no Brasil nos últimos anos. Além de transmitir a dengue, no ano passado foram constatados, também, casos de Zyca vírus transmitidos pelo mosquito. O ano mal começou e o Aedes Aegypti já traz novos problemas. Ele é o responsável pela transmissão de mais um vírus perigoso, o da febre amarela.

Segundo Dr. Aier Adriano Costa, coordenador da nossa equipe médica, a febre amarela é uma doença infecciosa febril grave. Além disso, pode levar a óbito em menos de uma semana se não for diagnosticada e tratada corretamente. De acordo com o especialista, os sintomas apresentados por quem contrai a doença podem variar.

Sintomas

  • Dores no corpo
  • Enjoos
  • Dores de cabeça
  • Febre alta
  • Calafrios
  • Vômitos que duram até três dias

No entanto, quando agravada, a febre pode ainda causar:

  • Insuficiência hepática e renal
  • Amarelamento na pele e nos olhos,
  • Hemorragias
  • Muito cansaço

Ainda segundo o médico, a contaminação só acontece em pessoas não imunes, ou seja, aquele que nunca tomou a vacina da Febre Amarela ou nunca adquiriu a doença anteriormente. “A vacinação é indicada a todos, a partir dos 09 meses de idade, com outra dose de reforço aos 09 anos”, comenta.

Caso o adulto nunca tenha recebido nenhuma dose, é preciso adquirir a vacina o quanto antes. Além disso, é preciso garantir o reforço após 10 anos da primeira imunização. Somente a segunda dose garante a proteção vitalícia contra a doença. Entretanto, existem contraindicações. Para mulheres grávidas ou crianças com idade inferior a seis meses de vida, a vacina é contraindicada.

Para conhecer todos os detalhes sobre o Docway, que está disponível para os sistemas Android e iOS.

Deixe uma resposta